Ministro quer testar isenção de visto por 1 ano

ministro do Turismo

O ministro do Turismo, Marx Beltrão, participou esta manhã da reunião do Conselho Executivo de Viagens e Eventos Corporativos (Cevec), da Fecomercio-SP, presidido por Viviânne Martins e composto por um grupo executivo e outro consultivo. Beltrão se disse aberto ao diálogo com toda a indústria (e já recebeu diversos líderes em Brasília) e pregou a união com a iniciativa privada. Uma de suas bandeiras é aprovar a isenção de vistos para Austrália, Canadá, Estados Unidos e Japão, como na Olimpíada Rio 2016, e ainda acrescentar a China, em um teste de um ano para avaliar resultados. “O Brasil perdeu US$ 18 milhões com as taxas de vistos que deixou de arrecadar para a Rio 2016, mas os visitantes desses mercados deixaram no País US$ 142 milhões”, exemplificou.

A questão dos vistos faz parte de uma agenda legislativa e de interface com os demais ministérios que Marx Beltrão, ele mesmo deputado federal, já iniciou. A revisão da Lei Geral do Turismo (uma proposta feita pela CNC será entregue a ele em novembro) e um novo Plano Nacional de Turismo fazem parte das urgências, assim como reuniões com ministérios ligados à infraestrutura, como o das Cidades. Esta semana, o ministro finaliza de receber parlamentares para aprovar e debater emendas que devem ser incluídas no orçamento de 2017.

Marx Beltrão prometeu ainda um novo desenho para a Embratur, entidade que foi criticada pela presidente do Cevec. “Por que a Embratur não está próxima da indústria? Por que não conseguimos captar turistas, viajantes corporativos e eventos para sairmos dessa posição tímida no ranking mundial?”, indagou. O ministro está ciente das limitações da Embratur e prometeu também lutar para mais verba de promoção. “Enquanto temos R$ 18 milhões para esse fim, nossos vizinhos gastam até 27 vezes mais”.

"Os maiores gargalos do Turismo dependem de vontade política. Temos de mudar isso. Não adianta termos recursos naturais e não conseguirmos materializar negócios. O Brasil é um transatlântico em um açude. Turismo tem de ser prioridade para o governo", disse o ministro, que prometeu também menos burocracia, inclusive para a iniciativa privada chegar às orlas, florestas e parques nacionais brasileiros.
Fonte: Panrotas

2 comentários:

  1. Bom dia e Luanda tbm pk o visto p angola só é válido pra 30 dias muito pouco. Obrigado

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    Isto é para informar o público em geral que a Sra. Henrietta Fernando, credor de crédito privado respeitável, abriu uma oportunidade financeira para todos os que precisam de alguma ajuda financeira. Você precisa de um empréstimo? Você precisa de dinheiro urgente para resolver um problema de emergência? Ou você precisa de um empréstimo para limpar suas dívidas ou financiar seu projeto? Você foi rejeitado por bancos e outras agências financeiras? Não procure mais, porque estamos aqui para todos os seus problemas financeiros. Oferecemos empréstimos benéficos rápidos e confiáveis a taxa de juros de 2% para pessoas, empresas e sociedades, independentemente da nacionalidade do cliente ou do histórico de crédito. Nossos termos e condições e claros e muito compreensíveis.
    Não é necessária nenhuma verificação de crédito, 100% garantida.

    Envie-nos um e-mail para: (henriettafernandoloanfirm@gmail.com)

    ResponderExcluir